As 5 peças de teatro mais caras de todos os tempos


Uma pro­du­ção tea­tral é dis­pen­di­osa, sendo a prin­ci­pal pre­o­cu­pa­ção finan­ceira para quem tra­ba­lha na área. Entre­tanto, por mais que mui­tas peças pos­sam ser mon­ta­das sem gran­des gas­tos com cená­rio, ato­res, ins­tru­men­tos musi­cais e outros aspec­tos téc­ni­cos, outras reque­rem um grande inves­ti­mento para serem apre­sen­ta­das da maneira ideal. Esse é o caso dos musi­cais, e lis­ta­mos aqui alguns dos mais caros (e fan­tás­ti­cos) já realizados:

Lord of the Rings (O senhor dos Anéis)

 

A adap­ta­ção da tri­lo­gia escrita por Tol­kien foi tão gran­di­osa quanto os livros do escri­tor. Para se ter uma ideia, a mon­ta­gem feita em Toronto, no Canadá, cus­tou o equi­va­lente à 60 milhões de reais (com o câm­bio atual). O musi­cal con­tava com 65 ato­res e tinha 3 horas e meia de dura­ção. A pro­du­ção tam­bém foi rea­li­zada em Lon­dres, sendo uma das mais caras já fei­tas em West End: 12 milhões de libras — apro­xi­ma­da­mente 44 milhões de reais.



Spider-Man: Turn Off the Dark

 

Esse musi­cal rock tinha como grande atra­ção a his­tó­ria de um dos super-heróis mais popu­la­res de todos os tem­pos: o homem ara­nha. As músi­cas foram com­pos­tas por Bono e The Edge, do U2, o que aju­dou a criar um grande hype para o musi­cal, mas não foi sufi­ci­ente para cobrir suas des­pe­sas de pro­du­ção: 75 milhões de dóla­res, a maior da Bro­adway até hoje.

Sherk — The musical

 

O amado ogro verde se tor­nou uma das prin­ci­pais fran­quias da Dre­amWorks e tam­bém ganhou uma mon­ta­gem de musi­cal.  A popu­la­ri­dade de Shrek é tama­nha que uma série de pro­du­ções foram rea­li­za­das pelo mundo, o que levou tam­bém à uma série de modi­fi­ca­ções em rela­ção a mon­ta­gem ori­gi­nal, feita em Seat­tle. A da Bro­adway ganhou des­ta­que pelo inves­ti­mento ini­cial rea­li­zado de 25 milhões de dóla­res, em 2008.

Wic­ked

 

Ao con­trá­rio dos musi­cais ante­ri­o­res, Wic­ked cobriu rapi­da­mente os cus­tos inves­ti­dos em sua pro­du­ção, 14 milhões de dóla­res, sendo o musi­cal que mais lucrou em uma semana na his­tó­ria da Bro­adway. O musi­cal conta a his­tó­ria do Mágico de Oz, mas em vez de Dorothy, as pro­ta­go­nis­tas do espe­tá­culo são as bru­xas de Oz

The Lion King

 

Um dos recor­dis­tas em tempo de car­taz, The Lion King, ou o Rei Leão como conhe­ce­mos no Bra­sil, foi um sucesso de público e crí­tica. Para o espe­tá­culo da Bro­adway, estima-se que a Dis­ney tenha inves­tido 20 milhões de dóla­res na sua pro­du­ção. A mon­ta­gem rea­li­zada no Bra­sil tam­bém é uma das mai­o­res já vis­tas no país, com sua pro­du­ção esti­mando um gasto de até 50 milhões de reais com o espe­tá­culo até o final da tem­po­rada.


Share on Google Plus

Sobre Bruno Vitorino

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial